Boletim #140 – 18/dez/22

line

AGENDA 2023 ABERTA PARA RESERVAS DOS DEPARTAMENTOS

line

Agenda de Novembro/Dezembro de 2022

  • 18/dez – DOM: Culto da Família
  • 19/dez – SEG: 19h45 Aula de canto
  • 20/dez – TER: 
  • 21/dez – QUA: 19h Curso de Missões / 20h Culto de quarta-feira
  • 22/dez – QUI:
  • 23/dez – SEX: 18h40 Aula de música / 19h45 Ensaio Ministério de Louvor  
  • 24/dez – SAB: 9h Aula Psicanálise 
  • 25/dez – DOM: Culto Rede de Jovens
  • 26/dez – SEG: 19h45 Aula de canto
  • 27/dez – TER: 
  • 28/dez – QUA: 19h Curso de Missões / 20h Culto de quarta-feira
  • 29/dez – QUI:
  • 30/dez – SEX: 18h40 Aula de música / 19h45 Ensaio Ministério de Louvor 
  • 31/dez – SAB:

Para ver a agenda completa do semestre clique aqui.

line

Alimento 1×3

Para que não tem célula, faça a leitura em família.

As sete igrejas da Ásia

Quarta carta, à igreja de Tiatira

Ap. 2.18 ao 20 – E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e a tua caridade, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.

Um pecado prevalecente na igreja de Tiatira, era a tendência de tolerar a iniquidade e o ensino antibíblico entre os seus líderes. João cita uma pessoa específica: Jezabel, nome este derivado do Antigo Testamento e que representa a idolatria e a perseguição aos santos (1 Rs 16.21; 19.1-3; 21.1-15; ver 21.25 nota). Alguns em Tiatira provavelmente aceitaram os falsos mestres, pelo fato de falarem em nome de Deus e terem grande popularidade e influência.

Cristo condena o pecado da transigência com o erro. Devemos rejeitar qualquer preletor que coloca suas próprias palavras acima da revelação bíblica (1 Co 14.29) e declara que Deus aceita, na igreja, aqueles que cometem atos imorais, participando dos prazeres pecaminosos do mundo.

Na igreja, Paulo preferia pronunciar poucas palavras, contanto que os crentes entendessem, do que falar dez mil palavras em línguas estranhas, sem interpretação. Em 1 Cor. 14, nos versículos 18 e 19 fica subentendido que Paulo falava mais em línguas nas suas “devoções particulares” (orações e devocional), do que no culto público.

Alguns, na igreja, costumam tolerar tais falsos ensinos, por indiferença, medo de confronto, amizade pessoal ou pelo desejo de paz, harmonia, autopromoção, ou dinheiro. Deus excluirá tal igreja, juntamente com os seus líderes (Lc 17.3,4 ).

No tocante à declaração de Jesus a respeito do perdão ao próximo, observemos o que se segue:

• Jesus deseja que o crente queira sempre perdoar e ajudar os que o ofendem, em vez de abrigar um espírito de vingança e ódio.

• O perdão e a reconciliação não podem ocorrer verdadeiramente, até que o transgressor reconheça a sua ação errada e se arrependa sinceramente. Além disso, Jesus não se referia ao mesmo delito repetido constantemente.

• O ofendido deve estar disposto a continuar perdoando, se o culpado se arrepender sinceramente. Quanto a perdoar sete vezes ao dia, Jesus não está justificando a prática do pecado habitual, nem está dizendo que o crente deve permitir que alguém o maltrate ou abuse dele indefinidamente. Seu ensino é que devemos estar sempre dispostos a ajudar e perdoar o ofensor.

Em Tiatira, Deus conhece os que ficaram firmes na palavra de Cristo e em seus padrões de justiça, e promete que reinarão com Ele sobre as nações.

“As profundezas de Satanás” (“os segredos profundos”), talvez se refira ao falso ensino de que, para experimentar plenamente a graça e a salvação divinas, devemos penetrar nas profundezas do pecado e conhecer todos os tipos de males.

Perguntas:

1. Você sabe identificar um ensinamento errado, ou você aceita tudo o que te oferecem?

2. Você consegue identificar pecados na igreja, ou não se importa com nada?

3. Que tipo de cristão você tem sido? Consegue ter intimidade com o Senhor e a Sua palavra?

line

Cristãos são vítimas de intolerância religiosa na Indonésia

Cristãos são acusados de blasfêmia e sofrem oposição ao oferecer ajuda para vítimas de terremoto

Um dos episódios aconteceu quando cristãos ofereciam ajuda a vítimas de terremoto na Indonésia (imagem representativa)Um dos episódios aconteceu quando cristãos ofereciam ajuda a vítimas de terremoto na Indonésia (imagem representativa)

Recentemente, na Indonésia, foram relatados dois casos de intolerância religiosa contra cristãos. No primeiro, cristãos da Igreja Reformada Evangélica Indonésia decidiram auxiliar vítimas do terremoto em Cianjur, Java Ocidental, que ocorreu em 21 de novembro. No total, 321 pessoas foram mortas e 73.874 ficaram desabrigadas, tendo suas casas danificadas ou destruídas. O grupo de cristãos colocou placas com os dizeres: “Equipe de ação da Igreja Reformada Evangélica Indonésia” em tendas das vítimas do terremoto, porém essas foram removidas.

De acordo com as conclusões da investigação, o grupo responsável pela ação foi o Movimento Reformista Islâmico (GARIS, da sigla em inglês), uma organização radical islâmica. Infelizmente, a polícia local apoiou o grupo responsável pela ação. Eles alegaram que as tendas estavam cheias de infiéis. De acordo com o chefe da polícia de Cianjur, AKBP Doni Hermawan, a retirada da placa não foi um ato de intolerância, mas sim para que não houvesse destaque para a ajuda de grupos específicos.

“É preciso enfatizar que esse não foi um ato de intolerância. As tendas são usadas e eles não foram rejeitados. Apenas as placas ou adesivos foram removidos”, declarou o chefe de polícia. Em um vídeo amplamente divulgado, pessoas dizem: “Essas são as tendas de evangélicos! Nós desmontaremos as tendas desses infiéis!”.

Em resposta à ação, o governador de Java Ocidental, Ridwan Kamil, declarou: “Esse é um incidente muito lamentável que nunca mais deve acontecer. Eu pedi à polícia, principalmente ao chefe de polícia regional de Java Ocidental, para investigar o caso para que não aconteça novamente”. A Igreja Reformada Evangélica Indonésia ainda não emitiu uma declaração oficial.

Acusação de blasfêmia

O segundo caso envolveu Gratia Pello, um apologeta indonésio, que foi preso sob suspeita de blasfêmia ao islamismo em seu canal no Youtube no dia 7 de dezembro. Ele tem sido alvo da Comunidade Indonésia Mualaf desde que apareceu no Youtube, há nove meses. O conteúdo foi considerado uma interpretação falsa de um tema do Alcorão.

Gratia foi detido sem os procedimentos necessários. Além disso, um muçulmano radical também ameaçou a família do cristão, o que os deixou assustados. Um parceiro local disse: “Estamos em parceria com advogados locais para auxiliá-lo”. Enquanto ele está detido, a esposa e os filhos dele precisaram ser retirados de onde estavam a fim de evitar situações inesperadas, além de oferecer a eles maior segurança.

Fonte: Portas Abertas

line

Texto (Alimento 1×3) – Pr. Paulo Pereira / Revisão: Mônica Pinheiro / Pesquisa e edição: Orlando Neto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s