Declaração de Fé

Declaração de Fé compilada pelos pastores Paulo Pereira (presidente e fundador do Ministério Amai-vos)  Francisco Oreiro e Orlando Neto, ambos membros diretores e parte do governo eclesiástico do Ministério Amai-vos; editada pelo Pastor Orlando Neto; revisada pela Diaconisa Mônica Pinheiro. As referências aqui utilizadas são da Bíblia King James Revisada em Português.

 

O que a Comunidade Amai-vos e seu corpo eclesiástico pregam e creem está aqui descrito neste credo. Esta transcrição representa tudo o que nossa congregação acredita, e explica melhor como entendemos o que é ser parte de uma Única Igreja de Cristo existente no mundo, além do papel de cada membro ― adulto, adolescente ou criança ― neste Santo Corpo.

 

― A BÍBLIA É A SAGRADA ESCRITURA E NOSSA REGRA DE FÉ

Cremos que a Bíblia Sagrada é a Palavra do Deus Vivo, o Senhor YWHW (Yahweh/Iavé); que ela é perfeita, verdadeira, infalível, incontestável e base da fé evangélica1; que ela revela o caráter de Y’SHUA HA MASHIACH (Jesus, o Messias / Jesus, o Cristo), o Verbo Vivo2. Cremos que ela foi escrita por homens do passado, falhos como todo ser humano, mas inspirados pelo Santo Espírito de Deus, e assim, sendo Divina em sua essência3. Que Ela reflete a vontade do Deus Supremo para levar a vida dos pecadores à retidão e à comunhão4. E que a Bíblia é a suprema mensagem de arrependimento dos pecados, e que ilumina o caminho do pecador até o alvo, que é o conhecimento da pessoa de Jesus – Única Verdade capaz de livrar essa mesma criação da condenação eterna5.

1“Que o livro da Torá, Lei, esteja sempre nos teus lábios: medita nele dia e noite, para que tenhas o cuidado de agir em conformidade com tudo que nele está escrito. Deste modo serás vitorioso em todas as tuas empreitadas e alcançarás bom êxito!”  — Josué 1:8

2“No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ele, a Palavra, estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas através dele, e, sem Ele, nada do que existe teria sido feito” — João 1:1—3

3“Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, porquanto, jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens santos falaram da parte de Deus, orientados pelo Espírito Santo” — 2 Pedro 1:20,21

4Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ministrar a verdade, para repreender o mal, para corrigir os erros e para ensinar a maneira certa de viver; a fim de que todo homem de Deus tenha capacidade e pleno preparo para realizar todas as boas ações”  — 2 Timóteo 3:16,17

5“Santifica-os pela tua verdade; a tua Palavra é a verdade”  — João 17:17

 

― DEUS É ETERNO E SUA DIVINDADE TAMBÉM É ETERNA

Cremos na existência de um Eterno Deus, nunca criado e sempre existente1; Perfeito Criador de todo universo e de tudo que nele existe, existiu ou existirá2 e que não há outro deus ou divindade3. Cremos num Deus digno de toda honra, glória4, adoração5 e louvor6, para todo o sempre. Cremos que Ele é Único, Senhor sobre um só Trono e que subsiste numa Trindade harmoniosa e perfeitamente constituída pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo, trabalhando como uma Unidade Divina desde o início de tudo7.

1“Portanto, ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, sejam honra e glória pelos séculos dos séculos”  — 1 Timóteo 1:17

2“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito sobre toda a criação; 16porquanto nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou dominações, sejam governos ou poderes, tudo foi criado por Ele e para Ele” — Colossenses 1:15,16

3“Eis que Eu Sou Yahweh, o SENHOR, e não existe nenhum outro; além da minha pessoa não há Deus!” — Isaías 45:5

4“sim, ao único e sábio Deus seja dada Glória, por intermédio de Jesus Cristo,para todo o sempre. Amém!” — Romanos 16:27

5“Contudo Jesus lhe afirmou: Está escrito:Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele darás culto” — Lucas 4:8

6“Sendo assim, por intermédio dele, ofereçamos continuamente a Deus um sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu Nome”  — Hebreus 13:15

7“Portanto, ide e fazei com que todos os povos da terra se tornem discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”   — Mateus 28:19

 

O Pai, que ofereceu Seu Filho Unigênito em sacrifício pelos pecados da humanidade a fim de resgatá-los para Si1.

1“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Portanto, Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por meio dele” — João 3:16,17

 

O Filho, concebido sem pecado pelo Espírito Santo, nascido da virgem Maria1, assumindo um corpo mortal como o Segundo Adão, para morrer pelos nossos pecados na cruz e comprar a redenção de todos com o Seu sangue. Ele tornou-se o Supremo Mediador entre o Pai e a humanidade, ao ressuscitar no terceiro dia de Sua crucificação2.

1“O nascimento de Jesus Cristo ocorreu da seguinte maneira: Estando Maria, sua mãe, prometida em casamento a José, antes que coabitassem, achou-se grávida pelo Espírito Santo” — Mateus 1:18

2“Pois, se pela transgressão de um só homem, a morte reinou por meio desse, muito mais os que recebem da transbordante provisão da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por intermédio de um único homem: Jesus Cristo! Portanto, assim como uma só transgressão determinou na condenação de todos os seres humanos, assim igualmente um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens— Romanos 5:17,18

 

O Espírito Santo, o próprio Espírito de Deus1, que convence do pecado, da justiça e do juízo2, e que clama junto à Igreja pelo retorno de Jesus Cristo a este mundo, para o Seu Reino sem fim3.

1“Mas todos nós, que com a face descoberta contemplamos, como por meio de um material espelhado, a glória do Senhor, conforme a sua imagem estamos sendo transformados com glória crescente, na mesma imagem que vem do Senhor, que é o Espírito” — 2 Coríntios 3:18

2“Quando, então, Ele vier, convencerá o mundo do seu pecado, da justiça e do juízo” — João 16:8

3O Espírito e a Noiva proclamam: “Vem!” E todo aquele que ouvir responda: “Vem!” (…) Aquele que dá testemunho destas palavras afirma: “Com toda a certeza, venho rapidamente!” Amém. Vem, Senhor Jesus!” – — Apocalipse 22:17,20

 

― O HOMEM É PECADOR

Cremos que todo homem foi criado à imagem e semelhança de Deus1, mas pecou diante dEle, perdendo, assim, a comunhão com o Pai e a santidade da qual desfrutava no Éden2, fazendo com que todos os homens, desde o seu nascimento, sejam inclinados ao pecado e ao mal3, merecendo o juízo condenatório eterno4.

1“Então Deus determinou: Façamos o ser humano à nossa imagem, de acordo com a nossa semelhança. Dominem eles sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais e todas as feras da terra, e sobre todos os pequenos seres viventes que se movem rente ao chão!”  — Genesis 1:26

2“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” — Romanos 3:23

3“Contudo, não existe um homem tão justo sobre a face da terra que saiba fazer o bem sem jamais pecar!” — Eclesiastes 7:20

4Porquanto, pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem por intermédio das obras, a fim de que ninguém venha a se orgulhar por esse motivo” — Efésios 2:8,9

 

― DEUS TEM UM PLANO DE REDENÇÃO PARA O PECADOR

Cremos que Jesus Cristo morreu espontaneamente em lugar de cada pecador, comprando para Deus cada um de nós, ao levar sobre Si todos os nossos pecados em Sua morte1, proporcionando a vida eterna e a salvação da alma a todos que viessem a crer na Obra realizada por Ele na Cruz do Calvário2. Cremos que todo e qualquer pecador, pela fé, pode arrepender-se dos seus pecados e ser alcançado por tal salvação3.

1“A todos vós, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo, que se entregou voluntariamente pelos nossos pecados, a fim de nos resgatar deste atual e perverso sistema mundial, segundo a vontade de nosso Deus e Pai” — Gálatas 1:3,4

2Aquele que crer e for batizado será salvo. Todavia, quem não crer será condenado!” — Marcos 16:16

3“Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação por meio da fé, pelo seu sangue, proclamando a evidência da sua justiça. Por sua misericórdia, havia deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; mas, no presente, demonstrou a sua justiça, a fim de ser justo e justificador daquele que deposita toda a sua fé em Jesus.” — Romanos 3:25,26

 

― A SALVAÇÃO É GRATUITA

Cremos que a salvação é um feito exclusivo de Deus e do Seu plano de salvação, que não há merecimento ou ato de justiça humano algum que o torne digno dela, e que ela se dá totalmente pela graça do Pai, pelo sacrifício de Jesus1 e pelo convencimento do Espírito Santo2.

1“Contudo, quando da parte de Deus, nosso Salvador, foram manifestadas a misericórdia e o amor pela humanidade, não por causa de alguma atitude justa que pudéssemos ter praticado, mas devido à sua bondade, Ele nos salvou por meio do lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que Ele derramou copiosamente sobre nós com toda a sua generosidade, por intermédio de Jesus Cristo, nosso Salvador. Ele assim procedeu para que, justificados mediante sua graça, nos transformássemos em seus herdeiros, tendo a esperança da vida eterna” — Tito 4—7

 2“Assim como proclama o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como ocorreu na rebelião, durante o tempo da provação no deserto” — Hebreus 3:7,8

 

― ARREPENDIMENTO POR PECAR E RECONHECIMENTO DO PECADO

Cremos que a separação entre Deus e o homem é desfeita através do genuíno arrependimento pelo pecado1 e através da declaração pública da fé em Cristo Jesus, como único e suficiente Salvador de sua alma2. Cremos que Deus Pai, misericordioso e bondoso, concede livremente o perdão a todo pecador arrependido que reconhece em Jesus o seu Salvador pessoal3.

1“Em épocas passadas, Deus não levou em conta essa falta de sabedoria, mas agora ordena que todas as pessoas, em todos os lugares, cheguem ao arrependimento” — Tito 4—7

2“Digo-vos mais: todo aquele que me confessar diante das pessoas, também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus” — Lucas 12:8

2Se, com tua boca, confessares que Jesus é Senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo!” — Romanos 10:9

 

― O NOVO NASCIMENTO

Cremos que experimentar o plano de salvação proporciona uma mudança interior naqueles que permitem o operar do Espírito de Deus em seu coração no seu dia a dia1. Cremos que o pecador, no momento de sua conversão ao Evangelho, é nascido de novo, e que este testemunho se evidencia em novas perspectivas de vida ao servir ao Salvador, abandonando velhos hábitos pecaminosos pela busca de tudo que é puro e sagrado2.

1“Quanto à antiga maneira de viver, fostes instruídos a vos despirdes do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serdes renovados no vosso modo de raciocinar e a vos revestirdes do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da Verdade” — Efésios 4:22—24

 2“Todo aquele que é nascido de Deus não se dedica à prática do pecado, porquanto a semente de Deus permanece nele e ele não pode continuar no pecado, pois é nascido de Deus” — 1 João 3:9

 

― VIDA CRISTÃ

Cremos que o desejo de Deus para os homens é que estes sejam santos e se santifiquem todos os dias1, à medida que o seu conhecimento das coisas do alto cresçam. E que sua fé se fortaleça nos hábitos cristãos da oração2, do jejum3, da leitura das Sagradas Escrituras4, da servidão à obra de Deus5 e na participação da comunhão com o Corpo de Cristo6.

1“Porém, considerando a santidade daquele que vos convocou, tornai-vos, da mesma maneira, santos em todas as vossas atitudes. Porquanto, está escrito: Sede santos, porque Eu Sou santo!” — 1 Pedro 1:15,16

2Orai constantemente” — 1 Tessalonicenses 5:17

3“Então voltei meu o rosto ao Eterno Elohim, a fim de buscá-lo mediante orações e súplicas, em jejum, vestido de luto, em panos de saco, e coberto de cinza” — Daniel 9:3

4“Em teus preceitos quero meditar, e ficar atento às tuas veredas. Encontro minhas delícias em teus decretos; não me esqueço de tua Palavra” — Salmo 119:15,16

5“Se alguém me serve, precisa seguir-me; e onde estou, o meu servo também estará. Aquele que me serve será honrado por meu Pai” — João 12:26

6“Porquanto, onde se reunirem dois ou três em meu Nome, ali Eu estarei no meio deles” — Mateus 18:20

 

― BATISMO E SANTA CEIA, SACRAMENTOS DE DEUS

Cremos que o batismo em águas é um sacramento divino, um mandamento do Senhor, cumprido por Ele mesmo. Cremos que este ato é em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que é um sinal de compromisso com a fé evangélica e continuação indispensável do ato da conversão pública1. Cremos que, assim como Cristo morreu pelos nossos pecados, pelo batismo nas águas, sepultamos com Ele ― pela fé e diante dos homens ― a nossa natureza caída. E que, assim como Ele mesmo ressuscitou ao terceiro dia, retornamos deste sepultamento como novas criaturas para a glória de Deus2.

Cremos na Santa Ceia do Senhor como sendo outro sacramento também divino e um mandamento do Senhor3, que entregou Seu Corpo em sacrifício e verteu seu precioso Sangue para que fôssemos herdeiros da salvação, apesar da nossa queda; e que devemos fazer deste sacramento um memorial perpétuo até o dia de Sua volta4. Cremos que o ato da Santa Ceia deve ser observado com o devido conhecimento do seu significado e de profundo conhecimento autocrítico5.

1“Nele também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos humanas, mas com a circuncisão feita por Cristo, que é o despojar da carne pecaminosa. Isso aconteceu quando fostes sepultados com Ele no batismo, e com Ele foram ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos” — Colossenses 2:11,12

 2“Ou ignoreis que todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos igualmente batizados na sua morte? Portanto, fomos sepultados com Ele na morte por meio do batismo, com o propósito de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma nova vida. Se desse modo fomos unidos a Ele na semelhança da sua morte, com toda a certeza o seremos também na semelhança da sua ressurreição” — Romanos 6:3—5

3“Enquanto comiam, Jesus pegou um pão, deu graças, quebrou-o, e o deu aos seus discípulos, recomendando: Tomai, comei; isto é o meu corpo. Em seguida tomou um cálice, deu graças e o entregou aos seus discípulos, proclamando: Bebei dele todos vós. Pois isto é o meu sangue da aliança, derramado em benefício de muitos, para remissão de pecados” — Mateus 26:26—28

4“Portanto, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice proclamais a morte do Senhor, até que Ele venha” — 1 Coríntios 11:26

5“Por esse motivo, quem comer do pão ou beber do cálice do Senhor indignamente será culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor. Examine, pois, cada um a si próprio, e dessa maneira coma do pão e beba do cálice” — 1 Coríntios 11:27,28

 

― O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

Cremos que o derramamento do Espírito Santo e Seus dons é uma promessa das Escrituras1 já cumprida para revestir todo aquele que crê, segundo a vontade de Deus2, com poder do alto, com o único objetivo de edificar a Igreja do Senhor3. Cremos que as manifestações do poder de Deus não ficaram restritas aos dias neotestamentários, mas são atuais e sempre serão assim, até o arrebatamento da Igreja4.

 1“Orientou-lhes Pedro: Arrependei-vos e cada um de vós seja batizado em o nome de Jesus Cristo para o perdão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. Porquanto a promessa pertence a vós, a vossos filhos e a todos os que estão distantes. Enfim, para todos quantos o Senhor, nosso Deus, chamar!” — Atos 2:38,39

2“Existem diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. (…) A cada um, contudo, é concedida a manifestação do Espírito, com a finalidade de que todos sejam beneficiados (…) Entretanto, o mesmo e único Espírito realiza todas essas ações, e Ele as distribui individualmente, a cada pessoa, conforme deseja” — 1 Coríntios 12:4,7,11

3“Assim igualmente vós. Visto que estais desejosos por exercer os dons espirituais, procurai amadurecer naqueles que produzem edificação para todo o Corpo de Cristo” — 1 Coríntios 14:12

4Nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre todos os povos, os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos” — Atos 2:17

 

 ― OS DONS E OS FRUTOS DO ESPÍRITO

Cremos que o Espírito concede à Igreja, segundo Sua soberana vontade, dons dignos de serem buscados e ansiados: palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, fé, operação de maravilhas, dons de curar, profecia, discernimento, línguas, interpretação de línguas1. Cremos que o Espírito concede ao crente, evidenciando crescimento espiritual, frutos que são resultados da sua dedicação e amor a Deus e à vida cristã: amor, alegria, paz, longanimidade, mansidão, bondade, benignidade, fé, temperança3. Frutos estes que levarão ao afastamento de comportamentos que não estejam em conformidade com a moderação esperada de um fiel nascido de novo, maduro, altruísta e santo em seu proceder2.

1“Pelo Espírito, a um é dada a palavra de sabedoria; a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra de conhecimento. A outro, pelo mesmo Espírito, é outorgada a ; a outro, pelo único Espírito, dons de curar; a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas” — 1 Coríntios 12:8—10

2Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos de igual modo sob a direção do Espírito” — Gálatas 5:24,25

3“Entretanto, o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei” — Gálatas 5:22,23

 

― A CURA DIVINA

Acreditamos na Cura Divina, dom do Espírito Santo de Deus1, concedida em resposta à oração para curar os enfermos e os aflitos e necessitados; cremos que a Cura Divina vivifica o corpo, a alma e o espírito do homem, em resposta à sua fé e sujeição à soberana vontade de Deus2.

 1“Curai enfermos, purificai leprosos, ressuscitai mortos, expulsai demônios. Graciosamente recebestes, graciosamente dai” — Mateus 10:8

 2“Algum de vós está doente? Chame os presbíteros da igreja, a fim de que estes orem sobre a pessoa enferma, ungindo-a com óleo em o Nome do Senhor; e a oração, feita com fé, curará o doente, e o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, será perdoado.” — Gálatas 5:24,25

 

― CRISTO VIRÁ PELA SEGUNDA VEZ

Cremos na segunda vinda de Jesus Cristo, Messias prometido, e que ela está próxima. Cremos que, anunciado pelas trombetas do Apocalipse, Ele voltará da mesma forma que foi visto pelos Seus discípulos1: ascendendo aos céus. Cremos que nesta hora desconhecida2 os mortos em Cristo se levantarão novamente e, junto com os crentes salvos e remidos pelo sacrifício do Cordeiro, serão arrebatados aos céus para junto do Salvador, e com Ele viverão pela eternidade3. Cremos que, para participar desta promessa, cada crente deve preservar sua salvação pessoal zelando pelos preceitos bíblicos aplicáveis ao seu viver como cristão4, em comunhão com os santos de Deus e Sua Igreja, e no compromisso da propagação do Evangelho, a fim de que outros também reconheçam Jesus como seu Senhor e Salvador5.

1“Tendo dito estas palavras, foi Jesus elevado às alturas enquanto eles o contemplavam, até que uma nuvem o encobriu da vista deles. E aconteceu que estando eles com os olhos fixos no céu, enquanto Ele subia, surgiram junto deles dois homens vestidos de branco, que lhes comunicaram: Homens galileus, por que estais contemplando as alturas? Esse Jesus, que dentre vós foi elevado ao céu, retornará do mesmo modo como o viste subir” — Atos 1:9—11

 2“Todavia, a respeito daquele dia ou hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho do homem, senão apenas o Pai” — Marcos 13:32

 3“Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Logo em seguida, nós, os que estivermos vivos sobre a terra, seremos arrebatados como eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E, assim, estaremos com Cristo para sempre!” —  1 Tessalonicenses 4:16,17

 4“Por isso, vigiai, porquanto não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. Contudo, entendei isto: se o proprietário de uma casa soubesse a que hora viria o ladrão, se colocaria em sentinela e não permitiria que a sua residência fosse violada. Portanto, ficai igualmente vós alertas; pois o Filho do homem virá no momento em que menos esperais” — Mateus 24:42—44

 5“Eis que venho sem demora! E trago comigo o galardão que tenho para premiar a cada um segundo as suas obras” — Apocalipse 22:12

 

― RELACIONAMENTO DO CRISTÃO COM A IGREJA

Cremos que, ao identificar-se como cristão, o salvo deve identificar-se com a Igreja de Cristo sobre a Terra, trabalhando junto dela com zelo e amor, em favor da propagação do Reino de Deus1. Cremos em uma única Igreja de Deus sobre a Terra, composta por crentes que adoram a Cristo2, que observam os mandamentos do Senhor3, que proclamam a infalível Palavra de Deus4, que trabalham em unidade5 para evangelizar os que desconhecem a alegria da Salvação ou que se desviaram dela6, que exortam-se em amor; e que todos juntos compõem um só Corpo, e que a Cabeça desse Corpo é Jesus7.

1“Pois somos criação de Deus, realizada em Cristo Jesus para vivermos em boas obras, as quais Deus preparou no passado para que nós as praticássemos hoje” — Efésios 2:10

2“Vinde! Adoremos prostrados e nos ajoelhemos perante o SENHOR, o nosso Criador. Porque Ele é o nosso Deus, nós somos o povo do seu pastoreio e ovelhas conduzidas por sua mão” — Salmo 95:6

3Aquele que tem os meus mandamentos e obedece a eles, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e Eu também o amarei e me revelarei a ele” —  João 14:21

4Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ministrar a verdade, para repreender o mal, para corrigir os erros e para ensinar a maneira certa de viver” — 2 Timóteo 3:16

5“Como há somente um pão, nós, que somos muitos, somos um só corpo, pois todos participamos de um único pão” — 1 Coríntios 10:17

6“E lhes ordenou: Enquanto estiverdes indo pelo mundo inteiro proclamai o Evangelho a toda criatura” — 1 Timóteo 4:11,14

7“Também sujeitou tudo o que existe debaixo de seus pés e o designou cabeça sobre absolutamente tudo o que há, e o concedeu à Igreja, que é o seu Corpo, a plenitude daquele que satisfaz tudo quanto existe, em toda e qualquer circunstância.” — Efésios 1:22,23

 

― MODELO FAMILIAR

Cremos na família como uma instituição divina que começa no ato do casamento e que ela é composta exclusivamente pelo modelo bíblico evidenciado por Deus ao longo de Suas Escrituras1, tendo nEle mesmo sua principal testemunha2. Cremos que esse modelo judaico-cristão foi-nos ensinado pelos patriarcas3, pelo próprio Jesus Cristo4 e por Seus apóstolos5. Cremos que o ato sexual é uma benção concedida ao casal somente após o matrimônio6 e que tem a finalidade de dar continuidade à família e às gerações através dos filhos7: Ele é heterossexual (entre homem e mulher)8; monogâmico (entre um só homem e uma só mulher)9; monossomático (onde um homem e uma mulher tornam-se, após o matrimônio, uma só carne)10; e indissolúvel (uma união que deve durar até a morte de um dos cônjuges)11.

1“Então declarou Yahweh, o SENHOR: Não é bom que o ser humano viva sem a companhia de um semelhante; farei para ele alguém que o ajude e a ele corresponda!” — Gênesis 2:18

 2“(…)Ora, porque Yahweh tem sido testemunha entre ti e a esposa que tens desde a juventude (…)” — Malaquias 2:14

 3“Bendita seja a tua fonte! Alegra-te sobremaneira com a tua esposa. Sê feliz” —  Provérbios 5:18

 4“Entretanto, no princípio da criação Deus os fez homem e mulher.    Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua esposa” — Marcos 10:6,7

 5“Por este motivo, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne. Este é um mistério grandioso; refiro-me, contudo, à união entre Cristo e sua Igreja. Portanto, cada um de vós amai a sua esposa como a si mesmo, e a esposa trate o marido com todo o respeito” — Efésios 5:31—33

 6“A vontade de Deus é esta: a vossa santificação; por isso, afastai-vos da imoralidade sexual” — 1 Tessalonicenses 4:3

 7“Deus os abençoou e lhes ordenou: Sede férteis e multiplicai-vos!” — Gênesis 1:28

 8“Deus, portanto, criou os seres humanos à sua imagem, à imagem de Deus os criou: macho e fêmea os criou” — Gênesis 1:27

 9“Porém, por causa da imoralidade, cada homem tenha sua esposa, e cada mulher, seu marido” —  1 Coríntios 7:2

 10“e os dois se tornarão uma só carne. Dessa forma, eles já não são dois, mas sim uma só carne” — Marcos 10:8

 11“Todavia, ordeno aos casados, não eu, mas o Senhor: Que a esposa não se separe do marido” — 1 Coríntios 10:17

 

― RECONHECIMENTO DO GOVERNO CIVIL

Cremos que as autoridades civis são estabelecidas por Deus e que os que foram eleitos a ocuparem tais posições, receberam um ministério tão divino quanto o sacerdócio eclesiástico1. Cremos que, assim como devemos orar pelos nossos guias espirituais ― pastores, presbíteros e demais obreiros que ouvem o chamado de Deus e assumem responsabilidades para com o Seu rebanho ― também é responsabilidade da Igreja de Cristo cobrir de oração aqueles que presidem a nação, os estados, os municípios, bem como quem exerce autoridade legislativa e judiciária2. Cremos que é nossa responsabilidade fazer cumprir a Lei Civil (exceto às leis que conflitarem com a vontade e os Mandamentos de Deus e os preceitos descritos em Sua Palavra).

1Todos devem sujeitar-se às autoridades superiores; porquanto, não, há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Ele. Portanto, quem se recusa a submeter-se à autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Porque os governantes não podem ser motivo de temor para os que praticam o bem, mas para os que fazem o mal. Não queres sentir-se ameaçado pela autoridade? Faze o bem, e ela o honrará” — Romanos 13:1—3

2“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças, em favor de todas as pessoas; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador” — Salmo 95:6

3“Ao que Pedro e os demais apóstolos afirmaram: É necessário que primeiro obedeçamos a Deus, depois às autoridades humanas” —  Atos 5:29

 

― O JULGAMENTO DE DEUS

Cremos que todos os mortos estarão diante do trono Deus e por Ele serão julgados e separados entre maus e justos; entre os que serão eternamente punidos no inferno e eventualmente no lago de fogo, e os que serão presenteados com a vida eterna, plena em gozo. Cremos que essa separação é um estado final e definitivo, segundo a justiça do Eterno1.

1“Quando o Filho do homem vier em sua glória, com todos os anjos, então, se assentará em seu trono na glória nos céus. Todas as nações serão reunidas diante dele, e Ele irá separar umas das outras, como o pastor separa os bodes das ovelhas. E posicionará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda. Então, dirá o Rei a todos que estiverem à sua direita: Vinde, abençoados de meu Pai! Recebei como herança o Reino, o qual vos foi preparado desde a fundação do mundo (…). Mas o Rei ordenará aos que estiverem à sua esquerda: Malditos! Apartai-vos de mim. Ide para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos (…).Sendo assim, estes irão para o sofrimento eterno, porém os justos, para a vida eterna” — Mateus 25:31—34,41,46

 

― O CÉU

Cremos que o céu é o lar preparado por Jesus para o glorioso estado definitivo daqueles salvos gratuitamente pelo Seu sacrifício1. Cremos que nosso Rei e Salvador um dia apresentará ao Pai aqueles que foram comprados por Seu sangue. Cremos que na Nova Jerusalém, habitação celestial onde não haverá trevas2, viveremos sem falhas ou dor, em um estado de eterna alegria, e em um corpo glorificado que nunca mais experimentará lágrimas ou tristeza3.

1“olhando fixamente para o Autor e Consumador da fé: Jesus, o qual, por causa do júbilo que lhe fora proposto, suportou a cruz, desprezando a vergonha,e assentou-se à direita do trono de Deus” — Hebreus 12:2

2“Contudo, não vi templo algum na cidade, pois o Senhor Deus Todo-Poderoso e o Cordeiro são o seu santuário. A cidade também não necessita do sol nem da lua, para que brilhem sobre ela, pois a plena Glória de Deus a ilumina e o Cordeiro é o seu candelabro” — Apocalipse 21:22,23

3“Vi também a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus, adornada como uma linda noiva para o seu esposo amado. E ouvi uma forte voz que procedia do trono e declarava: Eis que o Tabernáculo de Deus agora está entre os homens, com os quais Ele habitará. Eles serão o seu povo e o próprio Deus viverá com eles, e será o seu Deus. Ele lhes enxugará dos olhos toda a lágrima; não haverá mais morte, nem pranto, nem lamento, nem dor, porquanto a antiga ordem está encerrada!” —  Apocalipse 21:2—4

 

― O INFERNO

Cremos que o inferno é o lugar da eterna danação preparada para o Diabo e os anjos que caíram da graça com ele1. Cremos que ali também serão lançados aqueles que não se arrependeram de seus pecados e negaram a Cristo como Rei e Salvador2.  Assim, eles passarão a eternidade num lugar onde o fogo nunca parará de arder e os vermes nunca deixarão de comer a carne de quem recusou o amor e a misericórdia do Cristo que morreu por eles na cruz do Calvário3, optando por acolher a morte eterna, em lugar da vida de Deus oferecida tão gratuita e misericordiosamente4.

1“Ora, se Deus não poupou os anjos que pecaram, mas os lançou no inferno, aprisionando-os em cadeias abismais tenebrosas, com o propósito de serem reservados para o Juízo” — 2 Pedro 2:4

 2Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não são submissos ao Evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação permanente da presença do Senhor e da majestade do seu poder” — 2 Tessalonicenses 1:8,9

3“Onde o teu verme não morre, e o fogo é inextinguível” —  Marcos 9:46

4“Se alguém ouvir as minhas palavras e não obedecer a elas, Eu não o julgo; porque Eu não vim para julgar o mundo, mas sim, para salvá-lo. Aquele que me rejeita e não acolhe as minhas palavras tem quem o julgue; a Palavra que proclamei, essa o julgará no último dia” — João 12:47,48

 

― EVANGELISMO

Cremos que sobre cada filho de Deus, salvo por Jesus Cristo e cheio do Espírito Santo, está a responsabilidade e a missão de propagar as boas novas da Salvação a todos os confins da Terra. Cremos na comissão de Jesus à Sua Igreja, de ser uma cidade construída sobre um monte, visível como um farol aos que carecem da Luz que emana do Espírito através dos salvos, que brilha e que não pode ser omitida1. Cremos que a mensagem da cruz deve ser o centro do nosso discurso de salvação, e que esta deve ser constantemente declarada ao mundo, a fim de retirar almas perdidas das mãos das trevas e, com nosso testemunho, edificá-las para apresentá-las a Deus como bons frutos de uma Igreja sadia e obediente2.

1“Vós sois a luz do mundo. Uma cidade edificada sobre um monte não pode ser escondida. Igualmente não se acende uma candeia para colocá-la debaixo de um cesto. Ao contrário, coloca-se no velador e, assim, ilumina a todos os que estão na casa. Assim deixai a vossa luz resplandecer diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai que está nos céus” — Mateus 5:14—16

2“Porquanto Cristo não me enviou para batizar, mas para proclamar o Evangelho; não por meio de palavras de sabedoria humana, para que a cruz de Cristo não seja esvaziada. Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão sendo destruídos, porém para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.” — 2 Tessalonicenses 1:8,9

 

― DÍZIMOS E OFERTAS

Cremos que o dízimo e as ofertas são a maneira com que Deus provê financeiramente os fundos para a administração e a propagação da fé cristã1. Cremos que, o ato de adoração ao confiar a Deus parte de suas finanças, é uma ação voluntária e não compulsória, além de uma demonstração de fé e de desejo de ser participante das bênçãos oferecidas por Ele2, quando nos permite prová-Lo nisso, conforme as Escrituras3. Cremos que, ao entregar alegremente4 nossos dízimos e ofertas em nossa congregação, muito mais do que sustentar as necessidades de um templo edificado ao Senhor Deus, nós entregamos nosso sacrifício de adoração e de fidelidade ao próprio Senhor5, reconhecendo nossa dependência à Sua provisão, isto é, confiando a Ele, através da fé, nosso sustento e nossas necessidades diárias6.

1“Aquele que oferta a semente ao que semeia, e pão ao que tem fome, também vos suprirá e multiplicará a semente e fará desenvolver os frutos da vossa fidelidade. Sereis enriquecidos em todas as áreas de vossas vidas, a fim de que possais ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a vossa boa vontade resulte em ações de graças a Deus. Porquanto, ao ministrar essa assistência não apenas estais suprindo as necessidades dos santos, mas semelhantemente promovendo o transbordamento de variadas expressões de louvor e gratidão a Deus” — 2 Coríntios 9:10—12

2Dai sempre, e recebereis sobre o vosso colo uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante; generosamente vos darão. Portanto, à medida que usares para medir o teu próximo, essa mesma será usada para vos medir” — Lucas 6:38

3“Trazei, portanto, todos os dízimos ao depósito do Templo, a fim de haja alimento em minha Casa, e provai-me nisto, assegura o SENHOR dos Exércitos, e comprovai com vossos próprios olhos se não abrirei as comportas do céu, e se não derramarei sobre vós tantas bênçãos, que nem conseguireis guardá-las todas” — Malaquias 3:10

4“Cada pessoa coopere conforme tiver proposto em seu coração, não com pesar ou por constrangimento, pois Deus ama o doador que contribui com alegria” — 2 Coríntios 9:7

5Todos os dízimos da terra, tanto dos produtos das lavouras como dos frutos das árvores, pertencem ao SENHOR; são, portanto, dedicados a Yahweh” — Levítico 27:30

6“Quando lhe deres algo, não dês com má vontade, pois em resposta a esse gesto, Yahweh, teu Deus, te abençoará em todo o teu trabalho, em todo empreendimento da tua mão” — 2 Coríntios 9:7

 

― MEMBROS DA SANTA IGREJA

Cremos que cada membro admitido ao Corpo deve expressar publicamente sua fé1, evidenciando sua experiência salvífica através do batismo nas águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, para testemunhar à sociedade o seu novo nascimento2. Cremos que o membro admitido ao Corpo deve ter uma vida exemplar diante de todos, cristãos ou não; ser referencial de conduta moral, ética e espiritual3 diante de sua família4; leal à doutrina e presente na rotina de sua congregação5; conservar o patrimônio do templo6; trabalhar pela propagação do Evangelho7, independente de cargo ou título e pela unidade da Igreja, não dividindo-a8; contribuir com seus recursos9, tempo e trabalho pelo avanço do Reino de Deus; tratar com misericórdia o pecador arrependido10; aplicar-se em conhecer as Escrituras Sagradas com dedicação11, mas abster-se de discussões doutrinárias quando estas deixarem de alimentar o rebanho para atuarem como empecilho ao avanço do Reino, divisão do Corpo ou confusão aos novos convertidos12.

1“Se, com tua boca, confessares que Jesus é Senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo!” — Romanos 10:9

2“Portanto, ide e fazei com que todos os povos da terra se tornem discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” — Mateus 28:19

3“Concluindo, caros irmãos, absolutamente tudo o que for verdadeiro, tudo o que for honesto, tudo o que for justo, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, nisso pensai” — Filipenses 4:8

4“Contudo, se alguém não cuida dos seus, especialmente dos de sua própria família, este tem negado a fé e se tornou pior que um descrente.” —  1 Timóteo 5:8

5Não abandonemos a tradição de nos reunirmos como igreja, segundo o procedimento de alguns, mas, pelo contrário, motivemo-nos uns aos outros, tanto mais quanto vedes que o Dia está se aproximando” — Hebreus 10:25

6“E orei: Lembra-te de mim por isso, meu Deus, e não te esqueças do que fiz com a mais absoluta lealdade pela Casa de meu Deus e pelo serviço religioso prestado em tua honra e adoração!” — Neemias 13:14

7 “Contudo, nem por um momento considero a minha vida como valioso tesouro para mim mesmo, contanto que possa completar a missão e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do Evangelho da graça de Deus” — Atos 20:24

8“procurando cuidadosamente manter a unidade do Espírito no vínculo da paz.” — Efésios 4:3

9“Além disso, pelo amor que dedico à Casa do meu Deus, quero neste momento doar do meu tesouro pessoal, ouro e prata para a edificação do templo do meu Deus, afora tudo quanto já destinei como oferta para o templo do santuário” — 1 Crônicas 29:3

10Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” — Mateus 5:7

11“Jesus, porém, afirmou-lhe: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem,mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” — Mateus 4:4

12 Não vos torneis motivo de tropeço nem para judeus, nem para gregos, nem para a Igreja de Deus. Também eu procuro agradar a todos, de todas as maneiras possíveis. Porquanto não estou em busca do meu próprio bem, mas procuro o bem de muitos, para que sejam salvos.” — 1 Coríntios 10:32,33

 

Cabo Frio, 11 de março de 2017.

[Baixar este arquivo em .pdf]

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s