Informativo Amai-vos #112

Alimento 1×3

As obras da carne (parte 02)

2Co. 3.2, 3 – Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens, porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.

Por favor leiam todas as referências bíblicas:

A liberdade que vem através de Cristo (2 Co 3.17); é, acima de tudo, libertação da condenação e escravidão do pecado (Gl 5.1); e do domínio total de Satanás (Ef 4.22-24; Cl 3.9,10 e 1 Pe 5.8).

1) A verdadeira libertação começa quando o crente se une a Cristo (At 4.12; Ef 1.7) e recebe o Espírito Santo. A libertação da escravidão espiritual é mantida através da presença contínua do Espírito Santo no crente, e pela obediência deste à orientação do Espírito (Rm 8. 1, Gl 5.18).

2) A liberdade proporcionada por Cristo não é uma liberdade para o crente fazer o que quer (1 Co 10.23,24), mas para fazer o que deve (Rm 6.18-23). A liberdade espiritual nunca deve ser usada como pretexto para o mal, nem como justificativa para conflitos (Tg 4.1,2; 1 Pe 2.16-25). A liberdade cristã deixa o crente livre para servir a Deus (1 Ts 1.9) e ao próximo (1 Co 9.19), segundo a justiça de Deus (Rm 6.18).

Agora somos servos de Cristo (1 Co 7.22; Rm 1.1; Fp 1.1), vivendo para agradar a Deus, pela sua graça (Rm 5.21; 6.10-13).

O conflito espiritual interior do crente envolve a totalidade da sua pessoa. Este conflito resulta ou numa completa submissão às más inclinações da “carne” – o que significa voltar ao domínio do pecado, ou numa plena submissão à vontade do Espírito Santo – continuando o crente sob o senhorio de Cristo (Rm 8.4-14). O campo de batalha está no próprio cristão, e o conflito continuará por toda a vida terrena, visto que o crente por fim reinará com Cristo (Rm 7.7-25; 2 Tm 2.12; Ap 12.11).

A herança do reino – Embora Paulo afirme que é impossível herdar o reino de Deus mediante a prática das obras da lei, ensina também que a pessoa pode excluir-se do reino de Deus envolvendo-se com práticas pecaminosas.

Perguntas:

  1. Você se sente liberto em Jesus?
  2. Você sente a salvação fluir dentro de você?
  3. Como está a sua intimidade com o Senhor?
line

LMP 2022: quase 6 mil cristãos foram mortos por causa da fé em Jesus

Número de cristãos mortos cresce 24% na Lista Mundial da Perseguição 2022

Na LMP 2022, foram relatados 24.678 casos de agressões físicas e psicológicas a cristãosNa LMP 2022, foram relatados 24.678 casos de agressões físicas e psicológicas a cristãos

Entre 1 de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021, o número de cristãos mortos foi de 5.898 cristãos, 24% maior do que na edição passada da LMP. E o local mais mortal para os seguidores de Jesus é a Nigéria, com 79% do total dos óbitos.
 

A Portas Abertas classifica os incidentes violentos em categorias como números de cristãos mortos, presos e atacados e também pela quantidade de igrejas, casas e lojas de cristãos atacadas.  

Entretanto, nem toda a violência a cristãos acaba em morte. Muitos sobrevivem aos abusos mentais e físicos. De acordo com os dados da LMP 2022 e da Lista de Países em Observação (LPO), foram registrados 24.678 casos de agressões físicas e psicológicas. Boa parte delas aconteceram na Nigéria, na Índia e na Eritreia. Porém, há relatos desse tipo de abuso em todos os 76 países onde há perseguição (incluindo os 26 países em observação).

Três mil edifícios cristãos foram atacados na China

Outro dado importante é o número de igrejas e edifícios cristãos — escolas, hospitais e cemitérios — atacados, que chegou a 5.110, 14% maior do que na LMP 2021. Nesses dados estão inclusos ataques, bombardeios, saques, destruição, incêndios, fechamento e confisco de prédios usados por cristãos para adoração e apoio da comunidade. O país número um nesse tipo de ação é a China, com 3 mil locais atacados, 59% da contagem geral. Os demais colocados são Nigéria, BangladeshPaquistão e Catar

Mianmar tem 200 mil cristãos deslocados internos

O crescimento da violência contra os cristãos resultou na fuga de milhares de irmãos e irmãs de casa. Apenas nesta edição da LMP, 218.709 seguidores de Jesus estão deslocados dentro do próprio país. Mianmar lidera o ranking, com 200 mil cristãos deslocados; o restante aconteceu na Nigéria, PaquistãoNíger e República Democrática do Congo. Porém, alguns cristãos precisaram fugir da terra natal, tornando-se refugiados em outros países — esse número chegou a 25.038, sendo 80% de fugas de Mianmar e o restante da Eritreia, Nigéria, Irã e Líbia

Violação da liberdade religiosa no Irã 

Conforme os dados coletados na pesquisa da Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2022, 4.765 cristãos foram detidos sem julgamento, condenados e presos. Os casos de prisão de pastores e de cristãos no Irã têm sido recorrentes nos últimos meses, considerando as leis rígidas contra a liberdade religiosa do país, entre outros.

Abusos e ataques violentos no Oeste Africano 

Um total de 3.828 cristãos foram sequestrados ou estão desaparecidos. A maioria dos casos aconteceu na Nigéria, onde a violência aumentou consideravelmente no último ano.

Na Nigéria, cristãos permanecem reféns como, Leah Sharibu e as meninas de Chibok. Muitas das jovens mantidas em cativeiro são abusadas sexualmente e acabam engravidando. Nigéria e Oeste Africano serão o foco das nossas orações no DIP 2022. O tema deste ano é “A Igreja sob ataque”, o DIP acontecerá no dia 12 de junho. 

Para conhecer outros índices de violência que nossos irmãos e irmãs enfrentaram, acesse o artigo Violência.

Entenda a Lista Mundial da Perseguição 2022

A Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2022 já saiu e você pode ficar por dentro de como é a vida de nossos irmãos e irmãs que vivem nos 50 países mais perigosos para os cristãos. Faça o download do e-book LMP 2022 e confira o perfil de cada nação onde seguir a Jesus pode custar a vida. Baixe agora!

 Fonte: Portas Abertas

line

Observações importantes ao comparecimento ao templo durante a ainda presente pandemia de COVID19:

  • Ao entrar no templo higienize suas mãos com álcool 70%;
  • Não desloque as cadeiras dos lugares pré-estabelecidos;
  • Não será excedido o limite máximo de ocupação de irmãos previamente estabelecido;
  • Aconselhamos aos maiores de 60 anos, menores de 12 anos e portadores de doenças crônicas a permanecerem em casa e priorizar o culto online;
  • Não haverá cantina;
  • Não haverá boletim de papel, somente na versão digital;
  • Ofertas serão entregues na saída do culto.

line

Para baixar o Programa de Qualidade de Vida deste domingo ou dos domingos passados, clique aqui.

Texto (Alimento 1x3) - Pr. Paulo Pereira / Revisão: Mônica Pinheiro / Pesquisa e edição: Orlando Neto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s