Informativo Amai-vos #106

Alimento 1×3

Jesus e o Espírito Santo: Um relacionamento especial

Por favor leiam todos os textos citados

Lc 11.13: “Pois, se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lhe pedirem?”

Jesus tinha um relacionamento especial com o Espírito Santo, relacionamento este importante para nossa vida pessoal. Vejamos as lições práticas desse relacionamento:

Profecias do Velho Testamento

Várias das profecias do velho testamento falam sobre o futuro Messias; afirmam claramente que Ele seria cheio do poder do Espírito Santo (Is 11.2; 61.1-3). Quando Jesus leu Is 61.1,2 na sinagoga de Nazaré, acrescentou: “Hoje, se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos” (Lucas 4.18-21; Jo 3.34b).

O Messias seria poderosamente ungido pelo Espírito Santo, a fim de cumprir a vontade do Pai e de trazer plena salvação às nações. A fim de executar o seu plano da salvação, o Messias também batizaria e ungiria os seus seguidores no Espírito Santo. Esse é um requisito fundamental na obra contínua da redenção que a igreja empreende.

Tanto Mateus quanto Lucas declaram de modo específico e inequívoco que Jesus veio a este mundo como resultado de um ato milagroso de Deus. Foi concebido mediante o Espírito Santo e nasceu de uma virgem, Maria (Mt 1.18,23; Lc 1.27).

Devido à sua concepção milagrosa, Jesus era um “santo” livre de toda mácula do pecado. Por isto, Ele era digno de carregar sobre si a culpa dos nossos pecados e expiá-los (Mt 1.23). Sem um Salvador perfeito e sem pecado, não poderíamos jamais obter a redenção.

O batismo de JESUS

Quando Jesus foi batizado por João Batista, Ele, que posteriormente batizaria seus discípulos no Espírito, no Pentecoste e durante toda a era da igreja (Lc 3.16; At 1.4,5), Ele mesmo foi pessoalmente ungido pelo Espírito (Mt 3.16,17; Lc 3.21,22).

O Espírito veio sobre Ele em forma de uma pomba, dotando-o de grande poder para levar a efeito o seu ministério, e a obra da redenção. Quando nosso Senhor foi para o deserto depois do seu batismo, estava “cheio do Espírito Santo”.

Todos os que experimentarem o sobrenatural renascimento espiritual pelo Espírito Santo, devem, como Jesus, experimentar o batismo no Espírito Santo, para lhes dar poder na sua vida e no seu trabalho (At 1.8).

O termo original para virtude é “dunamis’, que significa poder real; poder em ação. Esse é o versículo-chave do livro de Atos. O propósito principal do batismo no Espírito Santo é o recebimento de poder divino para testemunhar de Cristo, para ganhar os perdidos para Ele, e ensinar-lhes a observar tudo quanto Cristo ordenou. Sua finalidade é que Cristo seja conhecido, amado, honrado, louvado e feito Senhor do povo de Deus (Mt 28.18-20; Lc 24.49):

– Poder (gr. dunamis) significa mais do que força ou capacidade; designa aqui, principalmente, o poder divino em operação. O batismo no Espírito Santo trará o poder pessoal do Espírito Santo à vida do crente.

– Note que neste versículo, Lucas não relaciona o batismo no Espírito Santo com a salvação e regeneração da pessoa, mas com o poder celestial no interior do crente, para este testemunhar com grande eficácia.

Perguntas:

1. Você tem orado pedindo o batismo no Espírito Santo? (Luc. 11, 13)

2. Você crê que Maria engravidou por obra e graça do Espírito Santo? (Luc. 1. 35)

3. Você já foi batizado no Espírito Santo e falou em novas línguas? (Atos, 2. 1 a 4)

line

O custo de celebrar a Páscoa

Conheça os principais ataques a cristãos ocorridos na data em que se comemora a ressurreição de Cristo

Os bombardeios no Sri Lanka foram um dos piores ataques de Páscoa da históriaOs bombardeios no Sri Lanka foram um dos piores ataques de Páscoa da história

Você já imaginou que a perseguição pode levar o evangelho adiante? Como a perseguição, em vez de acabar com a igreja, pode fortalecê-la? A perseguição no livro de Atos não desencorajou a igreja primitiva. Pelo contrário, ela levou cristãos a se espalharem por todos os cantos do mundo, compartilhando o evangelho por onde foram, da forma como Jesus instruiu.

A história da perseguição no Oriente Médio resultou em um movimento mundial, com cristãos perseguidos ensinando o amor de Jesus e fortalecendo a igreja por onde foram. Esse é um movimento que continua ainda hoje e, assim como foi com a igreja primitiva, é conduzido pela perseguição.

Como sabemos, não há um período mais perigoso para os cristãos do que a Páscoa. Quando eles se reúnem para celebrar, se tornam vulneráveis a ataques violentos. Mas assim como a Páscoa nos lembra, tempos de grande sofrimento não são o fim para os cristãos. Mesmo frente ao caos, destruição e até mesmo morte, a vida com Cristo traz uma nova esperança e nova vida. Com a perseguição sempre é possível um renascimento. Conheça apenas algumas histórias de irmãos e irmãs perseguidos que enfrentaram perseguição na Páscoa.

Domingo de Ramos, 2021, Indonésia

Hugo, sobrevivente de ataque de Páscoa na Indonésia

No Domingo de Ramos, dois suicidas (possivelmente um casal) se detonaram enquanto fiéis saíam do culto em Makassar, na Indonésia. Vinte pessoas ficaram feridas como resultado do ataque. Hugo deixou a igreja apenas cinco minutos antes do incidente. “Eu ainda não entendo como eu e minha família continuamos vivos até hoje. Eu louvo a Deus por sua proteção. Eu não estaria aqui se ele não me protegesse. Isso é um milagre”, ele disse. Mesmo após o trauma do ataque recente, a igreja indonésia permanece mais firme do que nunca, graças à bondade de Deus e à esperança de que ele está restaurando a nação.

Domingo de Páscoa, 2019, Sri Lanka

Debbie, sobrevivente de ataque de Páscoa no Sri Lanka

Os bombardeios no Sri Lanka foram um dos piores ataques de Páscoa da história. Três igrejas e três hotéis foram alvo enquanto ocorriam cultos de Páscoa. No total, 259 pessoas morreram e 500 ficaram feridas, muitas delas crianças. Debbie tinha apenas cinco anos quando o ataque aconteceu. Ela perdeu os pais e a visão. Mas mesmo diante da perseguição extrema e das perdas, a menina tem esperança de que algo novo se aproxima. “Eu acredito que um dia Jesus voltará, e eu estou tão animada! Ele abrirá meus olhos e eu verei minha família novamente”, disse Debbie.

Domingo de Ramos, 2017, Egito

Magid, sobrevivente de ataque de Páscoa no Egito

No Domingo de Ramos de 2017, extremistas atacaram duas igrejas no Norte do Egito. No total, 49 pessoas perderam a vida e mais de 110 ficaram feridas. Mas para um dos sobreviventes, o ataque foi apenas outra oportunidade de espalhar o evangelho. “Agora, se eu encontrasse a família de um dos que realizou o ataque, a única coisa que perguntaria é: ‘Vocês conhecem a Jesus?’”, disse um sobrevivente do ataque do Domingo de Ramos no Egito.

Domingo de Páscoa, 2016, Paquistão

Famílias foram atingidas enquanto celebravam a Páscoa no Paquistão (imagem representativa)

Em 2016, extremistas detonaram uma bomba no parque Lahore enquanto as famílias celebravam a Páscoa juntas. Pelo menos 74 pessoas morreram, incluindo 29 crianças, e mais de 300 ficaram feridas. Para uma mãe cristã, esse ataque é um lembrete poderoso de que há nova vida e nova esperança, mesmo após as circunstâncias mais dolorosas. “Nós celebramos a Páscoa sabendo que a qualquer momento um homem-bomba pode vir e interromper nosso culto, nossa adoração, nossa oração. Então eu penso: ‘ele realmente vai ser interrompido? Ou eu participarei totalmente da adoração?’”, diz uma mãe e sobrevivente do ataque do Domingo de Páscoa no Paquistão.

Domingo de Páscoa, 2015, Quênia

Apesar dos traumas e ferimentos, sobreviventes de Garissa usam seu testemunho para encorajar outros cristãos (imagem representativa)

No Domingo de Páscoa de 2015, o grupo extremista Al-Shabaab atacou a Universidade de Garissa no Quênia, fazendo com que 147 cristãos perdessem a vida. Reachel participava de um culto quando extremistas atacaram, deixando-a com danos permanentes. “Pela fé, fui capaz de seguir em frente e entender que Deus está nisso de alguma forma. Mesmo quando estava deitada no chão naquele dia e pensei que pudesse morrer, eu sabia que Deus salvaria minha alma e que, se isso acontecesse, eu escaparia do sofrimento na terra”, disse Reachel. Embora a experiência de Reachel tenha deixado-a com cicatrizes físicas, foi capaz de fortalecer sua esperança. Agora, ela usa seu testemunho para encorajar outros na fé.

Um com Eles

Mesmo após atos da perseguição extrema, a esperança do recomeço permanece para os filhos de Deus. Porém, muitos cristãos perseguidos precisam de ajuda ao longo dessa jornada. Nesta Páscoa, encorajamos você a permanecer um com os cristãos perseguidos e garantir a eles esperança em meio ao sofrimento. Aqueles que sofrem mais por seguir a Jesus precisam da sua colaboração. Faça com que eles recebam o apoio que tanto precisam ao fazer uma doação para a Igreja Perseguida.

Fonte: Portas Abertas

line

Observações importantes ao comparecimento ao templo durante a ainda presente pandemia de COVID19:

  • Ao entrar no templo higienize suas mãos com álcool 70%;
  • É obrigatório o uso de máscara de proteção durante todo o culto;
  • Não desloque as cadeiras dos lugares pré-estabelecidos;
  • Não abrace ou cumprimente o seu irmão com contato físico;
  • Não transite ou utilize os banheiros a não ser que seja realmente necessário;
  • Janelas e portas deverão ser mantidas abertas durante toda a celebração;
  • Não será excedido o limite máximo de ocupação de irmãos previamente estabelecido;
  • Aconselhamos aos maiores de 60 anos, menores de 12 anos e portadores de doenças crônicas a permanecerem em casa e priorizar o culto online;
  • Não haverá cantina;
  • Não haverá boletim de papel, somente na versão digital;
  • Ofertas serão entregues na saída do culto.

line

Para baixar o Programa de Qualidade de Vida deste domingo ou dos domingos passados, clique aqui.

Texto (Alimento 1x3) - Pr. Paulo Pereira / Revisão: Mônica Pinheiro / Pesquisa e edição: Orlando Neto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s