Informativo Amai-vos #95

Observações importantes ao comparecimento ao templo durante a ainda presente pandemia de COVID21:

  • Ao entrar no templo higienize suas mãos com álcool 70%;
  • É obrigatório o uso de máscara de proteção durante todo o culto;
  • Não desloque as cadeiras dos lugares pré-estabelecidos;
  • Não abrace ou cumprimente o seu irmão com contato físico;
  • Não transite ou utilize os banheiros a não ser que seja realmente necessário;
  • Janelas e portas deverão ser mantidas abertas durante toda a celebração;
  • Não será excedido o limite máximo de ocupação de irmãos previamente estabelecido;
  • Aconselhamos aos maiores de 60 anos, menores de 12 anos e portadores de doenças crônicas a permanecerem em casa e priorizar o culto online;
  • Não haverá cantina;
  • Não haverá boletim de papel, somente na versão digital;
  • Ofertas serão entregues na saída do culto.

line

Alimento 1×3

O GRANDE BANQUETE
(leia em sua bíblia Mateus 22, do 1 ao 14)

Esta parábola nos lembra de nos humilharmos pelo privilégio de sermos chamados por Jesus à sua família. Não devemos ser orgulhosos e nem arrogantes, achando que Jesus é abençoado por nós; em vez disso, lembre-se da enorme bênção que Ele é para nós.

O Salvador adverte que aqueles que se exaltam nesta vida, serão humilhados no futuro reino dos céus. O que importa aqui é a nossa posição de honra diante de Deus. Essa honra não pode ser obtida por presunção; ela tem origem somente na humildade, na condição de servo, e pela busca da honra que vem somente de Deus (Jo 5.44).

O convidado original do banquete, comumente considerado como se referindo ao povo judeu, demonstra indiferença (Lucas) e, na pior das hipóteses, raiva violenta (Mateus), em resposta ao convite. Em vez disso, são os pobres, os esquecidos e os marginalizados que acabam por jantar neste maravilhoso banquete (gentios).

Devemos desafiar e examinar continuamente a nós mesmos, para manter um coração humilde e agradecido ao receber nosso convite para viver com Cristo, nunca nos tornando indiferentes, arrogantes ou mesmo zangados com o grande privilégio que nos foi concedido pelo Salvador.

Muitos que fazem parte da presente manifestação do reino dos céus aqui na terra, não estarão trajando a veste nupcial, e portanto, não farão parte dos escolhidos. A veste nupcial simboliza a condição de se estar preparado para possuir a verdadeira fé em Cristo e a ter constante obediência como fruto da graça Dele. Cristo alude ao homem que estava sem as vestes nupciais, para levar-nos a um autoexame e perguntar-nos – Senhor, sou eu?

O chamado à salvação é feita a muitos. Mas os poucos escolhidos para herdar o reino dos céus são os que atendem ao chamado de Deus, os que se arrependem dos seus pecados e que creem em Cristo. Acolher a graça de Deus mediante o livre exercício da nossa vontade faz com que nos tornemos parte do povo escolhido de Deus.

Ef.1. 4 ao 6 – como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade, e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado.

Todo crente “fiel” tem vida somente estando “em Cristo Jesus”.

  • Os termos “em Cristo Jesus”, “no Senhor”, “Nele”, ocorrem 160 vezes nos escritos de Paulo. “Em Cristo”, significa que o crente vive e age agora na esfera de Cristo Jesus. O novo ambiente do redimido é o da união com Cristo. “Em Cristo” o crente tem comunhão consciente com seu Senhor, e, nesse relacionamento, sua própria vida é considerada a vida de Cristo manifesta através dele. Essa comunhão pessoal com Cristo é a coisa mais importante na experiência cristã. A união com Cristo é uma dádiva de Deus mediante a fé.
  • A Bíblia contrasta nossa nova vida “em Cristo” com a velha vida não regenerada, “em Adão”. Enquanto a velha vida é caracterizada pela rebeldia, pecado, condenação e morte, nossa nova vida “em Cristo” é caracterizada pela salvação, vida no Espírito, graça abundante, retidão e vida eterna.

Perguntas:

  1. Você pensa quão grandiosa é a salvação que você recebeu através de Jesus, ou nem pensa nisso?
  2. O que você tem feito como convidado de honra do Senhor?
  3. Você tem glorificado ao Senhor pela sua salvação?
line

Vamos orar pelo Afeganistão?

Convidamos você a participar da campanha de 30 dias de oração pelo Afeganistão

Com a tomada do Talibã, os cristãos que forem descobertos no Afeganistão precisam fugir ou serão mortosCom a tomada do Talibã, os cristãos que forem descobertos no Afeganistão precisam fugir ou serão mortos

Depois de ocupar a 2ª posição na Lista Mundial da Perseguição (LMP) por quatro anos consecutivos, o Afeganistão ocupa o 1º lugar pela primeira vez. O país se tornou a nação onde os cristãos são mais perseguidos.  Todos os anos, o departamento de pesquisa da Portas Abertas atualiza a LMP. A Lista é resultado da coleta de dados e informações de forma sistemática sobre a perseguição aos cristãos no mundo. De 2002 a 2021 a Coreia do Norte ocupou o 1º lugar no ranking, e agora, com influência do Talibã, o Afeganistão superou o país comunista. 

Acompanhar as notícias sobre o Afeganistão, muitas vezes, nos desperta um sentimento de impotência. A situação no país é delicada, e a Portas Abertas já acompanhava de perto a situação dos cristãos no Afeganistão.  

Desde que o Talibã assumiu o poder, a igreja secreta no Afeganistão foi ainda mais afetada. Antes da tomada do poder, os cristãos já viviam de forma vulnerável e era praticamente impossível expressar a fé. Devido ao medo da perseguição e até morte, eles precisavam manter segredo da família e de amigos. O Talibã prometeu uma abordagem mais moderna e reformada para o governo, mas não é o que tem acontecido. Agora, os cristãos secretos no país são especialmente mais vulneráveis e temem a imposição da sharia (conjunto de leis islâmicas).   

Com a tomada do poder pelo Talibã, o grupo extremista deixou claro que as leis e os hábitos islâmicos ultraconservadores estão implementados e serão mantidos. Cristãos ex-muçulmanos não têm nenhuma opção a não ser obedecê-los.  

Deixar o islamismo é considerado vergonhoso, e os cristãos ex-muçulmanos enfrentam terríveis consequências se a nova fé for descoberta. Eles têm que fugir do país ou serão mortos. Essa era a verdade antes da tomada do Talibã e a situação se tornou ainda mais perigosa para os cristãos este ano.  

Como orar pelo Afeganistão? 

  • Clame pelos cristãos no país. Peça para que encontrem força, sabedoria e paz nas promessas de Deus.  
  • Peça para que a presença, a sabedoria e a paz de Jesus reacendam nos corações das pessoas neste momento. 
  • Clame para que o amor de Jesus alcance as autoridades e os líderes extremistas, e que eles sejam transformados.  


Convidamos você a participar da campanha de oração pelo Afeganistão. Cadastre-se para receber o guia 30 dias de oração pelo Afeganistão. Interceda pelos cristãos no país número um na Lista Mundial da Perseguição 2022.

Fonte: Portas Abertas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s